PÁGINA OFICIAL DA CONCELHIA DA AMADORA DO CDS-PP
Com outra ambição, a Amadora pode ser diferente. Pode ser um local aprazível e seguro para viver, mas também um município dinâmico e inovador, capaz de atrair investimento e gerar empregos qualificados. Mãos à obra, porque a Amadora merece uma nova esperança, um novo rumo, um futuro melhor!



terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Ardeu um pouco de nós...

.
Ardeu o Cine-Teatro Lido, uma das grandes referências culturais da cidade da Amadora.

Este era um incêndio há muito anunciado. Em boa verdade, nós que por aqui andamos só não sabíamos o dia em que lhe iam chegar o fósforo.

Pode ser que me engane, mas é quase certo que depois do fogo virá o habitual anúncio de risco de colapso, seguido de camartelo e projecto imobiliário. O cinema estava fechado há muitos anos, mas este filme já nós vimos vezes sem conta.

Pouco depois de ser eleito, o Presidente da Câmara, Joaquim Raposo, anunciou a intenção de adquirir o imóvel, transformando-o num grande centro cultural. Como tantos outros, o projecto morreu numa gaveta da autarquia, silenciosamente. Ao lado do túnel do Alto Maduro ou do parque de estacionamento do Delfim de Guimarães.

O Cine-Teatro Lido, projectado pelo Arq. Antero Ferreira, chegou a ser uma das maiores salas de espectáculos do país.

A nossa vida passou por ali. Sucessivas gerações de Amadorenses guardam daquele espaço memórias felizes. Eu lembro-me como se fosse hoje. Foi no cinema Lido que vi o meu primeiro filme, o Herbie. Foi na danceteria Lido que dei o meu primeiro concerto.

É pena que tenha que ser assim.

João Castanheira

2 comentários:

Anónimo disse...

Obrigado Sr. Castanheira, espero que tenha ganho mais uns votitos (ou não) à custa de dar cabo da vida dos munícipes que compraram casa no prédio da Cândido dos Reis. Pode ser que um dia o favor se pague. Deixo-lhe uma sugestão... que tal mudar-se para outra localidade, tal como a Madeira! Aposto que lá tem futuro!

Ah! e em vez de andar a bater nos outros políticos, faça uma auto-análise!

Celestiano Ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.