PÁGINA OFICIAL DA CONCELHIA DA AMADORA DO CDS-PP
Com outra ambição, a Amadora pode ser diferente. Pode ser um local aprazível e seguro para viver, mas também um município dinâmico e inovador, capaz de atrair investimento e gerar empregos qualificados. Mãos à obra, porque a Amadora merece uma nova esperança, um novo rumo, um futuro melhor!



quinta-feira, 10 de abril de 2008

Inauguração da ETVO da Valorsul: CDS-PP Amadora na Comissão de Acompanhamento


A Valorsul inaugurou oficialmente a última das suas cinco unidades operacionais: a Estação de Tratamento e Valorização Orgânica (ETVO), situada na freguesia de São Brás, concelho da Amadora.

A ETVO está preparada para receber os resíduos orgânicos dos grandes produtores dos concelhos de Amadora, Loures, Lisboa, Odivelas e Vila Franca de Xira. A partir de restos de comida, a ETVO produz um composto orgânico fertilizante e energia eléctrica, valorizando desta forma resíduos que anteriormente eram incinerados ou depositados em aterro.

O Deputado Municipal João Paulo Castanheira, do CDS-PP, representa a Assembleia Municipal da Amadora na Comissão de Acompanhamento da ETVO, estrutura que tem vindo a monitorizar o funcionamento experimental da instalação ao longo dos últimos 2 anos.

Durante este período experimental, registaram-se diversas reclamações por parte das populações residentes nas proximidades da ETVO. De acordo com estas queixas, eram periodicamente sentidos odores desagradáveis na envolvente da central, situação que, pela sua relevância, constituiu a principal preocupação da Comissão de Acompanhamento.

Os problemas técnicos detectados foram entretanto resolvidos e desde o início de 2008 que não se registam queixas por parte da população. A Valorsul acredita que a fase mais difícil de afinação do processo de tratamento de resíduos está ultrapassada.

Apesar das boas notícias, o funcionamento da ETVO continuará a ser acompanhado de perto pelos autarcas e pela Comissão de Acompanhamento.

A ETVO está, actualmente, a funcionar a 80% da sua capacidade nominal, uma vez que a matéria orgânica recolhida na área dos 5 municípios ainda não atinge as 40.000 toneladas anuais.

Grupo Municipal do CDS-PP
10-04-2008

2 comentários:

Nuno disse...

Exmos. Senhores

Infelizmente os odores continuam.
Sensivelmente entre 21 de Março e 4 de Abril, os odores foram continuos e com períodos de grande intensidade.
A central tem uma série de problemas, como demonstram a quantidade de vezes que avaria e as falhas técnicas existentes.

Parece que nas datas acima referidas mais uma vez avariou.

É inconcebivel verificar-se a eficácia de um novo processo de milhões de euros e que influencia a vida de milhares de pessoas em meia dúzia de dias (pois ainda no final de 2007 existiam problemas como de facto afirmam)e pagar-se ao mau construtor (um processo que se iniciou em 2000 e deveria terminar em 2002 - andou 6 anos com problemas e testes ) sem produzir nem gás nem energia como era prometido e estava nos cadernos de encargos iniciais.
Mais um negócio com contornos pouco claros.

O que mais me indigna é a posição da comissão de acompanhamento que não tem ninguém que more nos Moinhos da Funcheira zona mais perto e afectada pelos odores, nem ninguém das duas comissões de moradores existentes, apenas além dos técnicos da valorsul e convidado (que não moram nem estão no local) uma série de politicos que também não moram no local, apenas lá vão recolher os votos e como politicos gozam da credibilidade e proximidade da população que todos conhecemos. Já me esquecia de uma associação ambiental, que proponho vejam quais foram as accções reais de caris ambiental que desenvolveram nos últimos anos, pois é mais uma associação de jovens que respeita o ambiente e que tem sede a 10Km do local, era o carimbo verde necessário à Valorsul, verifiquem também os inteligentes apoios dados a actividades dessa associação pela Valorsul.

Pois é infelizmente o dinheiro compra tudo, é uma questão de preço e forma para não parecer mal.

Nuno C

João Castanheira disse...

Pela parte que me toca e enquanto membro da Comissão de Acompanhamento, quero dizer-lhe o seguinte: não estou nesta comissão para recolher votos nem sequer sou político profissional, como julgo que sabe.

Sou um cidadão que dedica uma parte da sua vida a tentar ajudar a resolver os problemas da cidade. Foi nessa condição que aceitei representar a Assembleia Municipal na Comissão de Acompanhamento.

Quero também dizer-lhe que, embora não vivendo nos Moinhos da Funcheira, tenho o cuidado de analisar regularmente a situação com diveros moradores dos vários bairros da zona.

De facto, voltaram a ocorrer maus cheiros nos tempos mais recentes, motivados pela avaria do sistema de ventilação da ETVO. Estas situações foram por mim comunicadas à Valorsul, tendo eu sugerido uma solução técnica que possa evitar a repetição do problema.

Há uma crítica que tenho que lhe fazer: os tais "políticos" não são todos iguais, nem é justo atirar indiferenciadamente lama para cima de toda a gente que tenta forçar a resolução dos problemas.

Julgo aíás que o "Nuno C" também é um dos tais "políticos que gozam da credibilidade que conhecemos" ou estarei enganado?

João Castanheira